Como lidar com clientes "espertinhos"

Dúvida enviada pelo leito Antônio Carlos em 30/11/2012 às 23:22

Pergunta: Olá tudo bem com você? estou aqui novamente amigo, bom para saber como você procede em casos de Clientes em que você faz de tudo entrega a maquina funcionando ensina o usuário a lidar com a segurança do PC contra as pragas virtuais mas mesmo assim o Cliente vem depois de 20 dias dizendo que a máquina parou que o serviço que foi feito não prestou e coisas deste gênero que a gente tem que ouvir e as vezes ficar calado e refazer o serviço, na minha manutenção até coloco dual boot com sistema linux para facilitar a vida do cliente para optar na hora de descarregar um pendrive ou navegar na internet com segurança com o linux, mas mesmo assim acontecem coisas desagradáveis para nossa profissão  bom resumindo como você lida com isso amigo? obrigado pela atenção. ( seria viável fazer um termo de responsabilidade ou seja uma garantia onde o serviço esta sendo entregue e que ocorra algo a responsabilidade sera do Cliente?)


Resposta: 

Oi Antonio, tá tudo bem comigo, obrigado.

Veja bem, eu separo os meus clientes em bons clientes e maus clientes. Os bons clientes são aqueles que sempre compram, confiam e indicam meus serviços, e claro, pagam muito bem. Já os maus clientes são aqueles que compram eventualmente, vivem desconfiados, nunca indicam meus serviços para ninguém e não pagam tão bem assim.

Com o primeiro grupo eu não me preocupo muito, pois sei que são fieis e voltam sempre. Já com o segundo eu tenho um pouco mais de trabalho.

Esse tipo de conflito é normal na nossa profissão, não esquente a cabeça com isso. Para resolver alguns conflitos, criei uma ordem de serviço e no final da ordem de serviço coloco a seguinte mensagem: “Declaro que os serviços do presente relatório foram efetivamente prestados, tendo sidos dados como aceitos por mim nesta data, e que, têm a garantia de 90 dias, conforme CDC – Código de defesa do consumidor”., peço para o cliente colocar a data que está sendo entregue o serviço e assinar.

É preciso deixar claro para o cliente que a garantia vale para os programas que foram instalados e que ela não cobre danos causados por vírus, remoção indevida dos programas, programas instalados pelo cliente, danos no hardware, etc…

Você pode até confeccionar um termo de garantia por escrito e fazer o cliente assinar também. Dessa maneira você se protege e evita transtornos.

Abraço

Rodrigo Nascimento
Compartilhe no Google Plus

2 comentários:

  1. Muito boa dica Rodrigo, pouco tempo aconteceu isso comigo, porém foi mais complicado por que a filha do cliente queimou a fonte e colocou a culpa em mim, tive que dar outra fonte para o cliente...E olha que ja tinha se passado mais de 90 dias, vou começar a fazer esse contrato de prestação de serviço, valeu, muito bom!

    ResponderExcluir
  2. Oi Rodolfo, é muito bom compartilhar as experiências com colegas de trabalho. Fico feliz de tenha gostado do post. Até!

    ResponderExcluir