Samsung Tab E - Vale a pena?

O Galaxy Tab E é mais uma tentativa da Samsung de ter um produto para cada segmento de mercado possível.

Esse aparelho foi feito pra competir com aqueles dispositivos bem baratos fabricados por empresas desconhecidas pela maior parte dos consumidores, ou seja, trata-se de um dos modelos mais básicos da coreana.

O Galaxy Tab E é um tablet de baixo custo, por isso não dá pra esperar especificações muito avançadas.


O HARDWARE

Ele tem processador Quad-Core de 1,3 GHz e ainda traz 1 GB de RAM.

Esses dois elementos fazem com que ele consiga dar conta da maioria das atividades cotidianas sem maiores problemas, mas sem muita agilidade.



O desempenho geral é bem mediano, mas é possível jogar alguns games intermediários sem qualquer travamento. Naturalmente a qualidade gráfica fica bem reduzida, mas o que importa é a sua experiência com os games.

A TELA


A tela tem resolução baixa, e sua diagonal mede 7 polegadas.

Essa combinação acaba expondo alguns pixels aos olhos mais atentos, com um pouco de inclinação você já consegue ver também bastante distorção nas cores e as bordas tem uma grossa a faixa preta.



Por conta desses problemas a navegação na web e pode ser cansativa para os olhos, mas o desempenho do aparelho nesse quesito é aceitável.

As páginas são carregadas em pouco tempo, e a rolagem do conteúdo não é tão devagar, como acontecem com aparelhos de preço similar.

A BATERIA


Por outro lado a bateria não tem uma grande autonomia. Em nossos testes conseguimos esgotar toda sua carga em 4 horas e 32 minutos, isso executando um vídeo no Youtube, com Wi-fi ligado e com brilho da tela no máximo.

A CÂMERA


No departamento de fotografia o Galaxy Tab E vem com hardware bem básico.

Tanto a câmera traseira quanto a frontal são de 2 megapixels e elas não conseguem fazer boas fotos.



Como o foco é fixo em ambas é bem difícil equilibrar qualquer situação de luz mais desafiadora, o que acaba gerando sombras muito sólidas ou granulação.



Enfim, as câmeras só servem mesmo para vídeo chamadas e capturas bem ocasionais.

O ANDROID


Esse aparelho da Samsung de sai de fábrica com o Android KitKat e não há expectativas para que ele receba o Lollipop muito menos o Androide M.

A interface que a fabricante carrega sobre o sistema é aquela mais antiga, diferente do que vemos nos modelos atuais da marca.



Mesmo assim você tem algumas funções bem práticas com uma possibilidade de personalizar a área de notificações e adicionar pastas na gaveta de APP’s.

Uma adaptação interessante que a Samsung fez na interfase foi a adição de um atalho na tela inicial para o gerenciador de arquivos do sistema.

O problema é que ele fica em um dos cantos do display e essas são as partes em que a sensibilidade ao toque que é bem baixa.

Em nossos testes percebemos que essa dificuldade aparece também na hora de acessar a área de notificações e a lista completa de aplicações.

VALE A PENA?


O preço oficial do Galaxy Tab E Wi-Fi é de R$ 549,00, mas é possível encontrar um modelo em lojas virtuais por até R$ 359,00 para pagamento à vista.

Existe uma versão com conectividade 3G, mas o preço oficial pula para R$ 599,00 considerando esse valor mais baixo o tablet pode ser uma boa escolha para presentear uma criança ou algum usuário pouco exigente quando o assunto é tecnologia.



O tablet não tem um desempenho sofrível como alguns modelos dessa categoria, mas também, não é de alta qualidade.

Isso fica visível no seu acabamento bem rústico, na qualidade da tela e das câmeras. De qualquer forma, esse dispositivo pode ser um bom negócio se você conseguir comprá-lo por R$ 300,00 ou menos.

Caso contrário, vale a pena investir em tablets como o Dell Vennue 7 ou Positivo Mini Quad, que acaba oferecendo uma relação custo-benefício melhor.
Compartilhe no Google Plus

0 comentários:

Postar um comentário